Slides

Fugindo para o amor - Parte 2

Depois de deixar Josh esperando por uma resposta, eu finalmente decidi que por enquanto, não gostaria de tocar naquele assunto.
— É complicado... Digamos que eu vim procurar um recomeço, ouvi falar muito bem de Brisbane e quando fui pesquisar na internet me pareceu o lugar perfeito para tentar algo novo. - Desviei o olhar, não queria prolongar o assunto, mas ele me olhava sem parar.
— Entendo, Brisbane é realmente um lugar incrível e... Espera! Fica parada!
— O que foi? Fala! - Comecei a entrar em pânico, se houvesse algum tipo de bicho por ali e...
— AAAAAAA! Sai, sai! - Tinha alguma coisa preta na minha roupa, nem pensei e levantei muito rápido, tanto que nem notei quando esbarrei no garçom e escorreguei. — Ah, que droga, to parecendo uma boba!
— Jena, para com isso, não tem nada ai, é uma bolinha de tecido, você está bem?
— Ah eu espero que sim, meio descabelada, mas bem- Nós rimos e conversamos mais um pouco, descobri que apesar do nome de Josh parecer americano, ele na verdade era brasileiro. Sempre tive vontade de conhecer o Brasil e quanto mais ele falava, mais eu me encantava. Nossa comida chegou e eu não pude deixar de gostar, o prato era maravilhoso e a companhia de Josh também, durante o jantar até esqueci do pequeno acidente que provoquei, o melhor é que ele é o tipo de cara que não fica perturbando quando você não quer falar de um assunto, gosto de gente assim.

— Pronto, está entregue! - Disse olhando atentamente para mim, fiquei com o rosto queimando mas não pude deixar de encarar aqueles belos olhos cor de mel.
— Obrigada pela carona, amanhã começo a que horas? - Eu estava muito ansiosa para começar esse novo trabalho, não me importava em ser uma assistente, eu já estava algum tempo sem fotografar no meu estúdio por conta de Yuri e o que eu mais queria era voltar a fazer o que eu amava. 
— Você pode começar as 9h, no mesmo local que nos conhecemos hoje, tenho um book de casamento pra fazer e quero que comece com esse pra mim. 
— Uau! Vou começar bem - deixei escapar um riso enquanto saia do carro e ia em direção ao hotel onde eu estava hospedada. Josh piscou pra mim e assim nos despedimos.

O dia amanheceu lindo em Brisbane, essa vista de liberdade me faz tão bem que meus pensamentos ruins desapareceram por alguns momentos, hoje foi a primeira noite que eu consegui dormir de verdade, talvez conhecer Josh tenha despertado algum tipo de esperança boa em mim, ele parece ser um bom amigo. Talvez eu tenha acordado animada porque finalmente vou fazer algumas fotos hoje, hora de me arrumar!

— Você está linda. - Josh parecia me analisar, fiquei um pouco incomodada com aquilo, mas, logo me contive.
— Obrigada! - Apenas sorri.
— Bom, vamos começar! - Josh montava o equipamento de fotografia enquanto eu analisava o espaço, era um estúdio muito lindo, haviam alguns cenários montados nas paredes e o espaço principal com fundo totalmente branco, eu havia me adiantado no horário e isso foi bom, assim pude conhecer mais... — Que saudade do meu estúdio! - Olhei para trás mas Josh não me ouviu, ainda bem. Estava pensando alto e aquela nostalgia elevou meus pensamentos até meu espaço perdido. Até que fui acordada do meu devaneio.
— Jenna, e ai gostou do espaço? - Josh chegou atrás de mim, com tantos pensamentos nem havia notado.
— É incrível! Parece muito com o que sonhei em fazer no meu antigo estúdio, os detalhes, o cenário, aquela escada medieval, tudo muito lindo. - disse enquanto me encaminhava a linda escada que avistei naquele momento.
— Obrigada! Esse estúdio foi montado pelo meu pai a 5 anos, quando nos mudamos de São Paulo. Acabou virando a minha casa, venha, vou te mostrar.
Enquanto subíamos na linda escada, eu observada a cada canto do estúdio, nas paredes haviam fotos lindas que pareciam ter sido tiradas em diversos lugares do mundo, ao que parecia, era a familia de Josh, em uma delas, avia um homem de cabelos grisalhos e olhos azuis em uma praia, aquele devia ser o avô. Quando chegamos ao corredor notei que haviam vários cômodos no local.
— Bem vinda ao meu lar Jenna! - disse quando entramos na sala de estar, um local quente e muito aconchegante.
— É realmente incrível! - Falei com sinceridade
— Obrigada! Aqui fica a sala, naquele outro cômodo tem a cozinha e lá atrás no corredor ficam os quartos e meu escritório. - Aqueles belos olhos cor de mel pareciam um imã, era penetrante e eu não conseguia parar de encará-lo também, mas eu pensava que aquele cara havia me dado um emprego, e eu não queria me machucar de novo.
— Quem mais mora aqui? - Sim, a curiosidade me ascendeu
— Bom... Apenas eu. Minha mãe está no Brasil com minha irmã Sofia e meu avô, eu decidi ficar e cuidar dos negócios do meu pai por aqui, além disso, me identifiquei muito com a cidade. - O olhar dele parecia triste, acredito que estava pensando no pai, eu não queria ser indelicada e perguntar o que houve. Sentamos no sofá pequeno que havia na sala, estávamos muito próximos e nos encarávamos. Fomos despertados daquele momento por uma voz fina e aguda.
— Olá! Tem alguém aqui?! - Parecia ser de uma menina
— Opa, nossa cliente chegou, vamos! - Josh se levantou do sofá, confesso que me lamentei um pouco, mas, por outro lado foi bom, eu queria muito desabafar com ele, contar o que houve, mas eu mal o conhecia...
O ensaio foi ótimo, fotografamos em três cenários diferentes irmãs gêmeas acompanhadas pela mãe. Josh parecia estar gostando das minhas fotos, e eu estava amando fazer aquilo. O dia foi repleto de trabalhos e assim eu descobri que o estúdio KJ era um dos mais procurados na cidade, fiquei exausta.

A semana passou muito rápido, eu ficava mais tempo no estúdio do que qualquer outro lugar, fotografando e editando fotos, comecei a ajudar no making of também, Josh não havia feito nenhum ainda e isso fez com que nosso trabalho fosse mais procurado nos últimos dois dias, havíamos nos tornado uma dupla, no almoço cozinhávamos juntos e isso estava fazendo com que outros sentimentos despertassem em mim. É sábado a noite e estou editando as fotos de sexta, adoro essa parte.
— Oi Jenna! Que semana corrida hem, parabéns. - Josh chegou do supermercado.
— Obrigada! Foi bem produtiva... Ai, que horas são?
— Bom, são quase 22h - Não acreditava que já era tão tarde
— É melhor eu ir então, me perdi vendo a sessão que fizemos daquele bebê fofinho - Sorri só de lembrar como aquele ensaio foi emocionante para os pais do bêbê.
— Fica, você pode dormir no quarto de hóspedes. - Ele parecia calmo, mas não sei se seria uma boa ideia, fiquei pensando em instantes.
— Não sei se é uma boa ideia - Falei, abaixando a cabeça.
— Prometo que não mordo - Josh dava risada enquanto eu arregalava os olhos, até que entrei na brincadeira para não parecer sem graça.

Continua...
Veja a parte 1

Beijos ♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião aqui, é muito importante ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...