Slides

Fugindo para o amor - Parte I

O som alto do despertador me fez pular da cama esta manhã, nem acredito que o final de semana já passou. Fico me encarando no espelho, essas olheiras insistem em aparecer e eu não pretendo tomar remédios para dormir, preciso me acalmar - de alguma forma-, os dias não tem sido fáceis desde que fugi daquele lugar, será que Yuri está me procurando? Prefiro não pensar nisso. Por sorte meus cabelos não estão parecendo um ninho de pássaros hoje, não sabia que ficar ruiva dava tanto trabalho, tive que tratá-los muito desde que fugi. As noites tem sido tensas, estar em um país no qual nunca vivi me deixa apreensiva, mas a Austrália é realmente linda e eu precisei deixar Nova York, um novo destino, uma nova vida e uma nova eu.

Brisbane é realmente linda, andar pela cidade me faz pensar em como eu estava presa e agora por decisão minha eu estou aqui contemplando uma vista incrível, é tudo muito tranquilo e as pessoas parecem bem gentis. Hoje decidi sair por ai e procurar um emprego, o dinheiro está acabando e eu preciso me manter, fico me perguntando como será que minha mãe está, será que ela me deu razão e terminou com Heitor? Espero que sim.

 UAU! - Nossa, isso soou tão alto que as pessoas me olharam surpresas, mas não da pra não reparar na beleza que é o City Botanic Gardens, posso fazer fotos incríveis nesse lugar, por sorte estou com minha Canon em mãos. Ao andar pelo parque - e perder o foco de encontrar trabalho - vejo dois japoneses perto de uma arvore grande com flores cor de rosa, ela é tão linda que é de tirar o folego, perto deles tem um garota - também ruiva- sentada na grama, ela parece querer fotografar no local também, caramba aquela árvore está disputada.

 É de tirar o folego, não é mesmo?
Levei um baita susto que me fez cair pro lado, estava tão concentrada na árvore que perdi a noção da realidade, quando olho pra cima, um cara alto e magro oferece a mão para me ajudar, ele parecia ter um metro e oitenta e aqueles olhos cor de mel eram lindos demais, sempre tive receio de falar com caras que não conheço, por isso apenas aceitei a gentileza e sorri. Já de pé ele ficou me encarando.

 Desculpe pelo susto, vi que estava admirando a árvore. - Ele deu um breve sorriso. Fiquei com medo de gaguejar mas resolvi ser gentil e parar de agir feito uma boba.
 Não tem problema, ela é linda mesmo. Eu estou tentando tirar algumas fotos dela mas está bem disputada rs. - Notei que a ruiva está conversando com os japoneses agora, talvez seja a vez dela e quem sabe depois possa ser a minha, pensei.
Eu também estou na disputa sabe, mas claro que as damas primeiro... A propósito, eu sou o Josh. 
— Prazer, sou Jenna. Eu deixo você fotografa-la depois de mim, porque sou uma dama tá?. - Dei um meio sorriso, isso fez com Josh risse um pouco.
Quando olhei novamente vi que a ruiva havia terminado e me posicionei para tirar algumas fotos, quando eu revisava via que em todos os ângulos as imagens ficavam maravilhosas.
Josh e eu ficamos conversando sobre fotografia, ele queria saber se eu trabalhava com isso, contei a ele sobre o estúdio que eu tinha em Nova York e minha vontade de trabalhar novamente, mas aqui na Austrália. Conversamos bastante enquanto ele tirava as fotos dele.
— Bom, eu tenho um estúdio e estava precisando de alguém para me ajudar, Jenna! Se estiver interessada podemos conversar, adorei as fotos que você tirou.
— É sério? Eu adoraria, pensei que ia começar trabalhando em alguma casa por aqui - Isso deixou meu dia feliz e por um momento esqueci das coisas que passei.
— Ótimo! Ei, você já foi em South Bank? - Isso era um convite informal ou coisa da minha cabeça? Bom, eu mal havia conhecido a cidade e seria interessante ter alguém pra me ajudar com isso, que ótimo, ganhei um chefe e de brinde uma companhia para turistar.
— Ainda não, o que tem lá?
— Luzes incríveis e restaurantes ótimos, vem comigo. 
Quando chegamos em South Bank fiquei encantada com todas aquelas luzes maravilhosas, Josh me encarava enquanto eu estava maravilhada com aquela paisagem. Depois do meu vislumbre, fomos para um dos restaurantes e nos sentamos para comer, resolvi escolher peixe frito acompanhado de batatas, ah como eu amo batata!
— Jenna, o que veio fazer aqui em Brisbane? Desde que nos conhecemos você parece sempre tensa. - Olhei intensamente para os olhos de Josh, eu queria dizer a verdade, mas eu mal o conhecia, o que posso inventar?

Continua...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião aqui, é muito importante ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...